Início Destaques Presidente da Câmara de VG diz que não vai abrir mão de...

Presidente da Câmara de VG diz que não vai abrir mão de candidatura para apoiar Júlio Campos

44
0
O presidente da Câmara de Várzea Grande, Fábio Tardin (DEM), afirmou nesta quarta-feira (19) que não vai abrir mão de sua candidatura a deputado estadual para facilitar a candidatura do ex-governador Júlio Campos (DEM).

Fábio Tardin, conhecido como Fabinho, cresceu politicamente em Várzea Grande depois de se eleger como presidente da Câmara duas vezes e vencer quatro eleições para vereador no município. Fabinho enfrenta, no entanto, forte resistência a sua candidatura dentro do Democratas porque deve disputar votos diretamente com Júlio Campos.

“Se eu não for candidato posso até apoiar ele [Júlio Campos], porém dificilmente vou retroceder”, afirmou Tardin em entrevista por telefone ao Olhar Direto.  “Lá na frente vamos fazer uma pesquisa, se eu achar que tenho viabilidade vou ser candidato, até porque disputei 4 eleições e ganhei as 4, mas se eu não disputar teremos muito trabalho pela frente, até porque tenho 3 anos de mandato ainda”, completou.

Para o vereador, sua candidatura não deve tomar votos de Júlio Campos porque o ex-governador é conhecido no estado inteiro e terá chances de vencer as eleições com facilidade. Tardin afirma que já conversou com Júlio e pediu apoio do colega de partido caso o correligionário não seja candidato este ano.

“É vergonhoso que Várzea Grande não tenha um deputado estadual nem federal, houve um tempo em que o nosso município tinha 3 deputados estaduais e 1 deputado federal”, recordou. “A minha candidatura nasce de um sentimento nato da população de Várzea Grande”.

Presidência da Câmara

As eleições para a Câmara de Várzea Grande ocorrem em maio deste ano. Nos bastidores, movimentações políticas já vão se desenhando. Vereadores do município ganharam força e independência política da prefeitura nos últimos anos.

Tardin diz que já tem um candidato para disputar o cargo: o vereador Pedro Paulo Tolares (DEM), o Pedrinho. Segundo Fabinho, o vereador já tem 16 votos dos colegas e provavelmente vencerá a disputa para o cargo neste ano, que não contará com a presença de Tardin por conta da restrição de dois mandatos na presidência, determinação que veio por decisão do SupremoTribunal Federal (STF) no ano passado.

“O presidente aqui será o vereador Pedrinho, meu candidato, não tem candidato de João, de José, de ninguém, quem será presidente será o meu candidato, Pedro Paulo Tolares”, enfatizou. Questionado sobre possibilidade de apoio de Kalil Baracat (MDB) a Pedrinho (DEM) o presidente da Câmara foi mais enfático ainda: “O Kalil é da prefeitura, aqui na Câmara quem resolve somos nós, não existe voto de fora”.

Fabinho também comentou sobre as informações recentes de que ele teria se desentendido com membros da família Campos. O vereador classificou estas informações como “boato”. Segundo Fabinho, “muitas pessoas puxando o saco do senador” contam mentiras sobre ele para Jayme Campos.

Fonte: Olhar Direto

Deixe uma resposta