Início Esportes “O Cuiabá já é uma realidade; e por que não sonhar mais...

“O Cuiabá já é uma realidade; e por que não sonhar mais alto?”

29
0
Assessoria
Assessoria

Estreante na Série A do Campeonato Brasileiro no ano passado, o Cuiabá conseguiu dois feitos: manter-se na elite e, de quebra, conquistar uma vaga na Copa Sul-Americana.

 

Para a temporada de 2022, o objetivo do clube, segundo técnico Pintado, é subir alguns degraus e, conseguir, quem sabe, uma classificação para a Libertadores da América.

 

“O Cuiabá já demostrou que tem condições de seguir crescendo nessa elite do futebol brasileiro. Cuiabá já não é uma surpresa, o Cuiabá é uma realidade. A gente tem que fortalecer tudo. E sim, por que não sonhar mais alto?”, disse o treinador em entrevista ao MidiaNews.

 

Pintado foi anunciado como o novo técnico no dia 4 de fevereiro, quando o time já estava sendo todo montado pela diretoria.

 

Na entrevista, ele disse estar satisfeito com o elenco e elogiou a estrutura, afirmando que o “Cuiabá não está atrás de nenhum dos grandes clubes do Brasil”.

 

Por outro lado reforçou que assim como qualquer clube grande, o Dourado precisa estar sempre se renovando.

 

Leia os principais trechos da entrevista:

 

MidiaNews – Ao ser apresentado pelo Cuiabá, o senhor disse que, profissionalmente, não se via em lugar melhor.  Por quê?

 

Pintado – Primeiro que os objetivos são os mesmos. O objetivo do Cuiabá é crescer, é se fortalecer cada vez mais e construir algo grande no futebol brasileiro. Eu também quero evoluir profissionalmente, crescer, aprender cada vez mais. Com as condições que a gente tem aqui no Cuiabá, para mim é o melhor lugar que eu poderia chegar.

 

MidiaNews – O torcedor viveu um momento de muita expectativa em torno do nome do técnico e muitos esperavam um chamado medalhão. E quando o Cuiabá o anunciou, parte da torcida criticou a escolha. Como o senhor recebeu essas críticas?  

 

Ainda é muito cedo, mas acho que aos poucos estou tentando conquistar o coração desses torcedores

Pintado – Primeiro que eu entendo bastante os torcedores. É pra eles que a gente trabalha, pra eles que a gente quer passar credibilidade. Alguns ainda não me conhecem e eu entendo também. Tenho muita convicção do que nós vamos fazer e vamos fazer bem feito. As críticas fazem parte. Eu preciso também desses choques para continuar crescendo. Não me abala, não me assusta, aumenta minha responsabilidade. Ainda é muito cedo, mas acho que aos poucos estou tentando conquistar o coração desses torcedores.

 

MidiaNews – Na temporada passada, o objetivo do Cuiabá era seguir na Série A. O time conseguiu mais do que isso: classificou-se para a Sul-Americana. E em 2022, qual é o objetivo?

 

Pintado – É subir alguns degraus. O Cuiabá já demostrou que tem condições de seguir crescendo nessa elite do futebol brasileiro. Cuiabá já não é uma surpresa, o Cuiabá é uma realidade. A gente tem que fortalecer tudo. E sim, por que não sonhar mais alto?

 

MidiaNews – Com uma vaga na Libertadores, por exemplo?

 

Pintado – Acho que a gente pode sonhar mais alto sim, depende muito da nossa competência, para poder conquistar esse sonho. Vamos buscar melhorar o que já foi muito bem feito no ano passado.

 

MidiaNews –  O senhor está satisfeito com o que a direção fez em termos de contratação. Ou há algo que precisa melhorar?

 

Pintado – Satisfeito, sim. É uma base muito boa, mas todo clube como o Cuiabá que quer continuar crescendo, evoluindo… Todo clube que pensa em continuar esse bom caminho tem que seguir se reforçando. Isso todos os grandes clubes do mundo, como Real Madri, Barcelona, Bayern de Munique, todos os grandes clubes, estão atentos ao mercado, e o Cuiabá não é diferente. Tenho certeza que a diretoria já mostrou competência para fazer as contratações e estou muito tranquilo com relação a isso.

 

MidiaNews – Na sua opinião, quais posições precisam de reforços?

 

Pintado – A gente ainda está avaliando com calma. Acabei de chegar, é muito cedo ainda. Mas estou muito confiante, acredito muito nesse grupo que a gente tem. Claro, vamos avaliar algumas situações porque vamos enfrentar competições muito difíceis. O que a equipe precisar eu tenho certeza que a diretoria resolve com tranquilidade.

 

MidiaNews –  O Cuiabá tem pela frente dois grandes desafios: a Sul-Americana e Campeonato Brasileiro. Como está a preparação dos jogadores?

 

Pintando – Quando eu cheguei já tinha um bom caminho andado. Estou muito satisfeito com a parte física. Na parte tática, eu e o Eduardo [Oliveira, auxiliar fixo] temos uma metodologia de trabalho muito parecida e essa composição está sendo muito boa. E o mais importante é que os jogadores estão dispostos a fazer o que a gente está conversando.

 

Mas a gente ainda está muito longe de ser uma equipe que gostaria e o que vai ser.

 

MidiaNews – Acha que o Cuiabá tem elenco para fazer revezamento de atletas nestas competições?

 

“O Cuiabá já demostrou que tem condições de seguir crescendo nessa elite do futebol brasileiro”

Pintado – Na verdade eu não gosto dessa história de revezamento, de poupar jogadores. Acho muito importante, como nós estamos no início da temporada, da gente construir uma base. E quando eu falo base, é uma base física, com estrutura física, com força e velocidade que o futebol exige hoje para ter intensidade. E também falo de uma construção de um padrão de jogo. Para isso, todos têm que estar no mesmo nível. A gente tem que buscar equilibrar todos os atletas na parte física, parte tática para aí sim termos uma base e essa base vai jogar a maioria dos jogos no ano. E com certeza, quando a gente precisar dos reforços, eles vão estar no mesmo nível.

 

MidiaNews – Um dos grandes problemas do time em 2021, inclusive reconhecido pelo vice-presidente Cristiano Dresch, era a armação de jogadas. A bola não estava chegando em boas condições para os atacantes. Esse problema está sendo resolvido?

 

Pintado – O Cuiabá tem uma ótima estrutura que nos oferece a possibilidade de estar não só no olhômetro. A gente tem aparelhos, profissionais que ajudam muito a encontrar os números. Número é muito frio, o que a gente tem que fazer é interpretá-los. Acho que desde da minha chegada, a chegada do Eduardo, na parte tática, a gente vê uma evolução porque os números mostram.

 

Após os jogos, a gente vê volume de finalizações. Nós temos chegado com muita facilidade no terço final do campo adversário e isso nos oferece a possibilidade do ataque, de finalizar em gol. Acho que isso é muito importante. É nesse setor que a gente busca as vitórias. Acredito que a gente vai melhorando pouco a pouco. Repito: é início de trabalho, temos muito o que fazer ainda, mas estou satisfeito com a determinação dos jogadores.

 

MidiaNews – O senhor está há cerca de um mês em Cuiabá. Qual sua avaliação sobre a estrutura do time?

 

Pintado – As coisas aconteceram muito rápido para o Cuiabá. O clube é um grande exemplo para o Brasil todo. Tem muita gente no Brasil lutando para estar na Série há muito tempo e não consegue. Essa velocidade dos acontecimentos, às vezes a gente não consegue acompanhar. Mas o que é muito importante é que o Cuiabá está se estruturando, está construindo. E mais do que fazer por fazer, está construindo uma estrutura de quem quer permanecer na elite do futebol brasileiro. Oferecendo boas condições, oferecendo o que tem de melhor para atletas de alto nível que estão chegando, que já estiveram aqui. Cuiabá não está atrás de nenhum dos grandes clubes do Brasil.

 

MidiaNews – Quando trabalhava no Cuiabá, o técnico Jorginho afirmou que o vice-presidente Cristiano Dresch participa muito do dia a dia do time. Como tem sido sua relação com ele?

 

Pintado – É muito interessante isso porque, primeiro, existe uma hierarquia e essa hierarquia tem que ser respeitada. Eu e o Cristiano conversamos muito. É um cara que sabe de futebol, não é aleatório a algumas coisas. Ele é a pessoa que vem tocando essa bonita história do Cuiabá e essa responsabilidade maior é dele. Eu entendo muito bem isso.

 

Hoje em dia é cada vez mais normal que os responsáveis pelo futebol tenham contato e eu acho ótimo isso porque nós não temos nada a esconder. Não queremos fazer nada escondido porque a gente não faz nada de errado. Provavelmente a gente vai errar, vamos cometer alguns erros. Mas quando a gente está sempre discutindo, a gente está sempre conversando e tendo essas claridades nas ações. Isso fortalece e ajuda muito no trabalho.

 

Cuiabá não está atrás de nenhum dos grandes clubes do Brasil

Minha relação e minha conversa com o Cristiano é muito positiva sempre. Claro que com cobranças dos dois lados e esse é o papel de cada um. Nós temos que fazer o Cuiabá vencedor, e não sermos amigos.

 

MidiaNews – Como tem sido viver em Cuiabá, longe da família e dos amigos. Já se acostumou com o calor?

 

Pintado –  Dizem que agora nem está fazendo calor. E eu imagino quando vai estar calor então (risos). Ainda não tive a oportunidade de sair para conhecer a cidade porque está muito corrido, está sendo muito exigido da gente no dia a dia. Mas isso faz parte, estou acostumado. Qualquer momento que eu puder conhecer um bom restaurante ficarei muito feliz. Mas primeiro quero construir algo bonito com o clube, ter um time equilibrado, competitivo para depois a poder desfrutar com prazer uma cidade bonita como é Cuiabá.

 

MidiaNews – Qual o recado gostaria de deixar para a torcida do time neste início de temporada?

 

Pintado – O que eu posso dizer é que estamos trabalhando muito para ter uma equipe vencedora, que vai levar alegria para o nosso torcedor. Peço que o torcedor siga nos apoiando, acreditando porque esse ano será o ano mais importante da história do clube. Por isso, é muito importante que o torcedor acredite na gente e nos ajude, principalmente nos momentos difíceis.

Fonte: Mídia News

Deixe uma resposta