Início Esportes Ginastas brasileiros ficam longe do pódio em final

Ginastas brasileiros ficam longe do pódio em final

8
0

Uma torcedora especial marcou presença no Centro de Ginástica Ariake. Simone Biles foi à arquibancada nesta quarta-feira para acompanhar a final masculina do individual geral das Olimpíadas de Tóquio, pouco depois de anunciar que não vai disputar a decisão da versão feminina da prova nesta quinta-feira. A estrela da ginástica artística viu de perto os brasileiros Caio Souza e Diogo Soares ficarem longe do pódio. Viu também o japonês Daiki Hashimoto faturar o ouro, superando o chinês Xiao Ruoteng. O russo Nikita Nagornyy, atual campeão mundial, acabou com o bronze.

O brasileiro Caio Souza até figurou nas primeiras posições no começo da final, porque abriu a disputa nos seus principais aparelhos. Finalista da prova nos últimos três Mundiais, ele poderia entrar para o top 10 pela primeira vez, mas uma queda no solo e outra no cavalo com alças derrubou o ginasta para a 17ª posição, somando 81.532 pontos. Diogo Soares, de apenas 19 anos, acabou na 20ª posição em sua primeira final olímpica, com 81,198 pontos.

Caio Souza ainda vai disputar mais uma final. Na segunda-feira, ele busca o pódio no salto. No mesmo dia, Arthur Zanetti tenta a terceira medalha olímpica. Diogo Soares, por sua vez, encerra sua participação nos Jogos de Tóquio.

– No geral estou bem feliz. Eu dei meu melhor. Foi do jeito que tinha que ser. Eu entrei em 24º e subi para 20º. Eu só penso em fazer a melhor série possível – disse Diogo.

Os medalhistas

O ouro mais uma vez ficou com o Japão. Depois de Kohei Uchimira vencer nos Jogos de Londres 2012 e Rio 2016, Daiki Hashimoto manteve a tradição do país e faturou o ouro no individual geral, somando 88,465 pontos. A prata ficou com o chinês Xiao Ruoteng, campeão mundial em 2017, que somou 88,065. Atual campeão mundial, o russo Nikita Nagornyy completou o pódio, com 88,031 pontos.

Torcedora ilustre

Prata por equipes na terça-feira, Simone Biles foi à arquibancada. Ela acompanhou a decisão masculina ao lado da também ginasta americana MyKayla Skinner.

A final – Aparelho por aparelho

Primeira rotação

Caio começou a final em um dos seus aparelhos mais fortes. Ele teve uma ótima execução nas argolas e só deu um passo na saída. Tirou 14,500 pontos e ficou na terceira posição ao fim da rotação. O brasileiro só ficou atrás de dois favoritos que se apresentaram no solo: o japonês Daiki Hashimoto (14,833) e o chinês Xiao Ruoteng (14,700).

Diogo se apresentou no salto e acertou sua dupla pirueta, um salto com menor dificuldade, mas bem executado recebeu 13,833 pontos.

Segunda rotação

Caio foi para seu principal aparelho, o salto. Ele acertou o tsukahara com tripla pirueta, mas teve um desvio de trajetória no ar e acabou aterrissando na linha e pisando fora da área. Ainda tirou 14,200 e caiu apenas uma posição, indo para o quarto lugar. À frente dele só três asiáticos que cravaram o cavalo com alças: Hashimoto, Xiao e o chinês Sun Wei.

Globo Esporte

Deixe uma resposta