Início Política Atendendo pedido de João Batista, Emanuelzinho defende que policiais tenham prioridade na...

Atendendo pedido de João Batista, Emanuelzinho defende que policiais tenham prioridade na vacinação

8
0

O Presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado na Câmara dos Deputados, Emanuelzinho (PTB) divulgou nesta segunda-feira (15), que atendeu uma solicitação feita pelo deputado estadual João Batista do Sindspen (Pros), que visa colocar agentes da segurança pública como prioridade na lista de vacinação contra a Covid-19, seja na campanha da União, estados e municípios.

 

De acordo com João Batista, as tratativas foram realizadas após o parlamentar discordar da determinação do Ministério da Saúde, que previa a imunização de presos, antes das forças policiais.

“Sendo totalmente contra essa inversão de prioridades de vacinação, começamos a fazer contato com o deputado federal Emanuelzinho, levando em consideração que ele preside a Comissão de Segurança na Câmara dos Deputados Federais. Prontamente, o deputado entendeu a importância dessa prioridade e está nos ajudando a pautar projetos visando garantir a saúde e integridade das forças policiais no Estado, dentre eles a garantia da imunização contra a Covid-19”, pontuou João Batista.

 

Emanuelzinho destacou o trabalho dos policiais que atuam nas ruas, nas penitenciarias e estão na linha de frente de combate ao novo Coronavírus, segundo ele, as força policiais devem estar no grupo prioritário para receber a vacina. Além disso, o parlamentar afirmou que busca retomar os projetos que ficaram parados na Câmara por conta da suspensão dos trabalhos da comissão no ano passado.

“Vamos fazer uma reunião com a Mesa para que a gente possa pautar todos os projetos que deveriam ser pautados no ano passado e não foram, por conta da pandemia. Tem uma série de projetos que estão represados”, finalizou Emanuelzinho dizendo que pretende focar os trabalhos da comissão para que assassinatos e agressões a policiais sejam transformados em crimes hediondos.

LISTA DE PRIORIDADES

Na semana passada, por determinação do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), a pasta decidiu colocar números ao lado de cada grupo para deixar claro que a lista se referia à ordem dos grupos prioritários. Conforme as determinações da Saúde, presos aparecem na 17º posição na fila de prioridade. Eles estão à frente dos agentes que trabalham no sistema carcerário (18º) e também das forças de segurança e salvamento (21º).

Assim que teve conhecimento à determinação, João Batista discordou da decisão, em suas redes sociais o parlamentar manifestou sua opinião contrária e afirmou que o correto era que todas as forças policiais sejam prioridade da vacinação.

“É totalmente sem lógica, que pessoas que praticaram crimes sejam priorizados, enquanto que o Brasil até o momento não atingiu 3% da população  vacinada. Não vai adiantar de nada vacinar quem está lá dentro, eles estão parados. Tem que vacinar os trabalhadores, que saem de casa e se colocam em risco todos os dias”, concluiu o parlamentar ressaltando que não é contra a vacinação de presos, apenas discorda da inversão de prioridades na decisão do Ministério da Saúde.

Deixe uma resposta