Início Cidades Renomado no agronegócio, economista morre dias após procedimento cardíaco

Renomado no agronegócio, economista morre dias após procedimento cardíaco

41
0

Powered by WP Bannerize

O economista especializado em agronegócio, Amado de Oliveira Filho, 68, morreu nessa segunda-feira (12), após dias internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em decorrência de uma cirurgia do coração. Dedicando sua vida há 30 anos ao agronegócio em Mato Grosso, atualmente ele era consultor técnico da Associação dos Criadores de (Acrimat).

Graduado em Economia pela UFMT e com pós-graduações em Mercados de Commodities Agropecuárias pela USP/ESALQ e em Direito Ambiental e Desenvolvimento Sustentável pela UNIC/Escola do Ministério Público, Amado dedicou mais de duas décadas de sua vida ao fortalecimento e crescimento do agronegócio em Mato Grosso. Sua paixão pelo campo e sua incansável busca por soluções inovadoras foram fontes de inspiração para todos que compartilharam sua jornada.

Por meio de nota a Acrimat e a Famato lamentou a partida precoce do economista. Confira as notas;

“Amado foi o primeiro superintendente do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). O Instituto foi criado em 1998, na época eram apenas três colaboradores: Amado no cargo de superintendente, um analista e uma estagiária. Amado foi um dos idealizadores do projeto, juntamente com Homero Pereira, já falecido, que na época era vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato). O Sistema Famato externa suas condolências à família e amigos.”

Fonte: Gazeta Digital

Powered by WP Bannerize