Início Cidades Em reflexo à economia do país, maioria dos internautas não deve presentear...

Em reflexo à economia do país, maioria dos internautas não deve presentear entes queridos no Natal

121
0

Powered by WP Bannerize

Com a queda no poder de compra dos brasileiros em 2022, o hábito de presentear entes queridos no Natal deve mudar para muitas pessoas. A enquete desta semana do GD perguntou aos internautas se pretendem dar presentes nas festas de fim de ano. A grande maioria (71%) respondeu que em 2022 não será possível.

Levantamento feito pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo neste ano apontou que 91% das profissões no país tiveram reajuste menor que a inflação e, consequentemente, uma queda na remuneração média mensal. Além disso, fatores externos como a guerra na Ucrânia também influenciam a economia mundial e local.

Um estudo do estudo do Núcleo de Inteligência de Mercado da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá) apontou que 73% dos mato-grossenses pretendiam aproveitar as ofertas do comércio durante a Black Friday e o Natal para adquirir presentes ou produtos para casa.

A CDL considerou que após o pico da pandemia, o perfil dos consumidores mudou muito. Eles estão menos compulsivos, além de estarem pesquisando mais as oportunidades e priorizando compras por necessidade.

Nesta semana o GD quis saber como o cenário atual da economia irá impactar nas festas de fim de ano. Para a pergunta “2022 tem sido de economia e mudança de hábitos para muitas pessoas. Neste fim de ano, você pretende presentear familiares?”, 71% dos internautas responderam que “Não, esse ano não vai dar”.

Já 21% dos internautas responderam que “Sim, mas com mimos mais modestos”. A menor parcela dos que responderam, apenas 8%, respondeu que “Sim, vamos manter a tradição de trocar presentes”.

Fonte: Gazeta Digital

Powered by WP Bannerize