Início Destaques Manifestantes pró Bolsonaro hostilizam vereadora do PT em MT durante sessão na...

Manifestantes pró Bolsonaro hostilizam vereadora do PT em MT durante sessão na Câmara

124
0

Powered by WP Bannerize

A Professora Graciela (PT), vereadora do PT de Sinop (a 480 km de Cuiabá), foi hostilizada na sessão ordinária desta segunda-feira (28.11), por psseoas vestidas de verde e amarelo. Os manifestantes acreditaram em fake news, sobre um suposto requerimento da vereadora para pedir a desobstrução de um acampamento os atos antidemocráticos.

No Instagram, a Professora Graciela escreveu: “Não é a primeira vez que pessoas que se intitulam cidadãos de bem vão até a Câmara desrespeitar uma parlamentar eleita. Hoje, 28 de novembro de 2022, aconteceu mais uma vez. Por que? Eles mesmo criaram uma fake news dizendo que fizemos uma petição e que aprovaríamos na sessão de hoje a retirada das pessoas que corroboram na organização e participação desses atos antidemocráticos”!

Ainda, conforme a vereadora petista, além de acreditarem em uma mentira, não respeitaram seu direito de fala com gritos, vaias, xingamentos e ameaças!”Além de acreditarem em uma mentira, não respeitaram meu direito de fala com gritos, vaias, xingamentos e ameaças!Não passarão, exigimos respeito e que sejam responsabilizados”, escreveu.

A parlamentar pediu proteção policial para exercer o mandato. Alguns servidores da Câmara chegaram a se colocar em meio à confusão para evitar qualquer tentativa de agressão contra a parlamentar.

Repúdio –  O Partido dos Trabalhadores em Mato Grosso (PTMT) emitiu nota repudiando à violência bolsonarista contra a vereadora Graciele. Veja:

O Partido dos Trabalhadores em Mato Grosso vem a público repudiar a violência política praticada por bolsonaristas fascistas, contra a vereadora por Sinop, Professora Graciele (PT). Em sessão nesta segunda-feira (28), Graciele foi ameaçada, intimidada e agredida verbalmente, por uma turba presente na galeria do parlamento municipal.

A mobilização dos fascistas contra Graciele ocorreu no final de semana, via redes sociais. Em grupos de aplicativo de mensagens bolsonaristas, circulou áudios com falsas acusações contra a vereadora, o que mobilizou a turba a invadir a Câmara para agredi-la.

O PT-MT repudia veementemente a perseguição fascista contra sua parlamentar. O exercício do mandato, democraticamente conquistado nas urnas pela vereadora, precisa ser garantido e respeitado.

O ataque a Graciele atinge toda à Câmara Municipal de Sinop, que também precisa reagir. Os atos golpistas praticados nas rodovias e em vias urbanas não podem ser tolerados dentro do parlamento municipal.

Os/as responsáveis pela violência praticada contra a vereadora precisam ser identificados/as pelas autoridades de segurança e responsabilizados/as.

Em defesa do mandato da parlamentar, em defesa da democracia, em defesa da soberania do voto popular, em defesa da paz, o PT-MT tomará todas as medidas cabíveis para garantir a segurança da vereadora Graciele, bem como sustentar seu direito de continuar exercendo o mandato.

 

Fonte: Vgn Notícias

Powered by WP Bannerize