Início Destaques Ladrões invadem casa de advogado e levam cofre com R$ 1 mi

Ladrões invadem casa de advogado e levam cofre com R$ 1 mi

151
0

Powered by WP Bannerize

Bandidos realizaram um furto milionário na casa de um advogado na madrugada da segunda-feira (17) em Rondonópolis. Parte da ação, que ocorreu no Bairro Parque Real, foi filmada por câmeras de segurança.

As vítimas – o pecuarista e advogado Waldemar Rodrigues Neto e sua esposa, a produtora rural Simone Dal Bo – estimam um prejuízo de aproximadamente R$ 1 milhão, entre dinheiro em espécie, joias e duas armas registradas.

Os bens estavam em um cofre, guardado no quarto do casal, que também armazenava documentos importantes. O cofre e alguns eletrônicos da casa foram carregados na carroceria de uma caminhonete Hilux de propriedades das vítimas e furtados.

A família, que está em São Paulo participando de uma feira náutica, soube do crime por um vizinho, que encontrou o portão aberto.

Até o momento, apenas a caminhonete e o cofre vazio foram recuperados pela Polícia.

Conforme o boletim de ocorrência, os policiais estavam em ronda quando encontraram o veículo estacionado às margens de uma estrada com as portas abertas. O cofre estava vazio na carroceria do veículo.

 

Crime filmado

De acordo com o advogado, o segurança que trabalha como vigilante da obra realizada na praça em frente à propriedade disse a Polícia que foi rendido pelos criminosos e obrigado a participar do crime.

Nas imagens, no entanto, é possível ver três homens andando enfileirados e calmamente, com espaço de cerca de um metro entre eles. De acordo com o advogado, um deles era o segurança.

Ainda conforme o advogado, os criminosos invadiram a propriedade, pegaram a chave da caminhonete, abriram o portão eletrônico e colocaram o veículo, que estava estacionado na calçada, de ré na garagem.

Depois que os criminosos recolheram os pertences, um Gol aparece nas filmagens dando apoio na fuga.

O carro estaciona em frente à propriedade e pelo menos um dos criminosos entra no veículo. Depois todos fogem.

 

Bens levados 

As vítimas tinham cerca de R$ 700 mil em dinheiro, joias como ouro e diamantes colecionados desde a infância por Sinome e duas armas. Uma delas era do pai de Waldemar, que foi procurador da justiça.

Além dos itens contidos no cofre, os assaltantes levaram eletrônicos, como aparelho de som e dois computadores.

As gavetas foram reviradas, mas nenhum item delas foi levado. De acordo com um amigo da família, que foi até o local, a cena parecia montada.

A família diz ainda estar no escuro com o rumo das investigações e aguarda informações da Polícia.

As investigações estão a cargo da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) e são comandadas pelo delegado Santiago Rozendo.

Fonte: Mídia News

Powered by WP Bannerize