Início Destaques Homem preso em MT matou esposa, tio e mais 4 pessoas

Homem preso em MT matou esposa, tio e mais 4 pessoas

138
0

Powered by WP Bannerize

A Polícia Civil de Rondonópolis concluiu as investigações sobre homicídios ocorridos nos anos de 2012 e 2022, cujo autor foi identificado como E.F.R.,de 34 anos de idade. Ao todo, ele fez seis vítimas, entre elas sua esposa e um tio.

O primeiro crime esclarecido pela Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi a morte de Elias Ribeiro, de 41 anos, ocorrida no Bairro Parque São Jorge, em outubro de 2012, em Rondonópolis. Elias, que era tio de E.F.R., foi encontrado morto dentro de casa com diversos ferimentos no tórax e no rosto causados por uma arma cortante.

Nesta terça-feira (18), E.F.R. foi formalmente interrogado na Delegacia de Homicídios e confessou que matou seu tio com golpes de tesoura. Ao ser questionado sobre o motivo do crime, o autor disse que matou por causa de uma discussão sobre a propriedade de uma casa. O investigado dizia ter direitos sobre a casa onde o tio morava.

Já o segundo homicídio esclarecido ocorreu em março deste ano, no Jardim Paineiras, e vitimou Rafael da Silva Santos, de 21. A vítima estava na casa, acompanhada de uma criança de dois anos e de um adolescente de 16, quando um homem com capacete entrou na casa e atingiu Rafael com diversos disparos na cabeça. A criança e o adolescente não se feriram.

O criminoso confessou durante a oitiva o homicídio contra Rafael e disse que a vítima era seu vizinho. Alegou ainda que, com frequência, Rafael passava e olhava em tom ameaçador, motivo pelo qual E.F.R. disse ter resolvido matá-lo.

 

Outros crimes e prisão

E.F.R. está atualmente preso na Penitenciária Regional Major Eldo de Sá Corrêa, em Rondonópolis. Ele foi detido em flagrante, no dia 30 de setembro, por policiais militares, no Parque Universitário, após disparar e matar três pessoas – Eduardo Sousa Mendes, 21 anos, Marcelo Henrique da Silva Cardoso, 20 anos e Márcia Henrique de Azevedo Coutinho, 53 anos.

De acordo com o delegado João Paulo Praisner, os cinco homicídios praticados por E.D.F.R. estão com as investigações concluídas.

Morte no Paraná

Além dos homicídios confessados durante interrogatório, o rapaz também admitiu que, em setembro de 2019, matou sua companheira Gislaine Lais da Silva, na cidade de Loanda (PR).

Ele relatou que convivia com a vítima, no entanto ela passou a usar drogas e as discussões eram frequentes. No dia 26 de setembro de 2019, o casal discutiu por causa de uma caixa de chocolates e E.F.R. disse que atingiu a companheira com um golpe de faca no tórax.

Em seguida, ele disse que limpou a casa, colocou o corpo de Gislaine em um veículo e a levou para uma região de mata, conhecida como “Balneário Taquara”. Até hoje o corpo da vítima não foi localizado.

Diante da confissão do homicídio da companheira, a DHPP encaminhou cópia do procedimento para a Polícia Civil do Paraná.

Fonte: Mídia News

Powered by WP Bannerize