Início Destaques Polícia e Politec realizam reprodução simulada de homicídio em obra

Polícia e Politec realizam reprodução simulada de homicídio em obra

144
0

Powered by WP Bannerize

A Polícia Civil e a equipe da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec-MT) realizaram nessa quinta-feira (06.10), em Peixoto de Azevedo, a reprodução simulada sobre um homicídio que vitimou Ciro Saldanha de Sousa, de 27 anos de idade. O crime ocorreu em agosto deste ano, em uma obra na cidade.

A ação no local foi acompanhada por uma equipe da Delegacia de Peixoto de Azevedo e coordenada pelos peritos do Núcleo de Criminalística da Politec de Sinop.

Os trabalhos periciais tiveram início às 11h, após realização de entrevistas individuais com cinco testemunhas e o investigado, quando foi explicado sobre o roteiro da reprodução simulada, que tem o objetivo de reconstruir o dia do crime.

Segundo o delegado Geordan Fontenelle, a reprodução simulada tem a finalidade de confrontar as versões apresentadas pelas testemunhas do crime com as provas colhidas durante a investigação, bem como determinar a natureza do crime que constará no relatório do inquérito policial.

Nesta quinta-feira, testemunhas e o investigado aceitaram participar da reprodução, fornecendo detalhes de como os fatos ocorreram, que resultaram na morte da vítima.

Histórico do caso

Ciro Saldanha foi morto no dia 25 de agosto de 2022, durante uma briga entre o encarregado da obra e o ajudante de pedreiro, no bairro Alvorada.

Após vários xingamentos e ameaças, o suspeito acertou a cabeça da vítima com um pedaço de madeira.

Ciro foi socorrido e encaminhado ao hospital de Peixoto de Azevedo. Em razão da gravidade dos ferimentos, posteriormente, foi transferido para o Hospital Metropolitano, em Várzea Grande. Entretanto, não resistiu e foi a óbito no dia 30 de agosto.

Fonte: Mídia News

Powered by WP Bannerize