Início Cidades Vistoria não constata alteração na qualidade da água de cachoeira que revelou...

Vistoria não constata alteração na qualidade da água de cachoeira que revelou sexo de bebê

146
0

Powered by WP Bannerize

Vistoria da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), logo após o chá revelação que coloriu uma cachoeira Queima-Pé de azul, em Tangará da Serra (243 km de Cuiabá), constatou que não houve alteração nos parâmetros físicos da água. A análise laboratorial aponta que não alteração na qualidade da água.

Assim que o caso veio a tona, uma equipe de fiscalização de Tangará se deslocou até a propriedade privada para colher amostras da água para analisar se houve algum dano.

Durante a vistoria, não foi constatada alteração visual nos parâmetros físicos da água, como cor e odor, e não houve mortandade de ictiofauna. Mas ainda assim o responsável será penalizado por realizar um descumprimento em desacordo com o decreto federal nº 6.514/2008 define como passível de infração ambiental “lançar resíduos sólidos, líquidos ou gasosos, ou detritos, óleos ou substâncias oleosas em desacordo com as exigências estabelecidas em leis, ou atos normativos”.

Na tarde de terça-feira (27), o proprietário da área informou na sede da Sema onde esteve presente para esclarecimentos sobre o ocorrido, que cedeu o espaço, mas que não tinha o conhecimento que um produto tingiria a água da cachoeira.

O responsável apontado já foi identificado e deve comparecer na sede do órgão para a devida autuação ambiental. As multas e demais penalidades serão definidas e aplicadas após laudo técnico elaborado pelo órgão ambiental competente, identificando a dimensão do dano decorrente da infração e em conformidade com a gradação do impacto.

 

O caso

Um  ‘chá revelação’ no final de semana na Cachoeira do Queima-Pé em Tangará da Serra (239 km ao médio-norte de Cuiabá), usou um corante de tinta azul para colorir a queda d’água da cachoeira para revelar o gênero do bebê. Fato tomou conta das redes sociais, causando revolta e indignação.

O fato causou indignação nos internautas, que questionam a forma do casal em ‘revelar’ o gênero do menino. “Isso é uma palhaçada! Nós estudamos diversas formas de remover corantes do ambiente aquático por ser extremamente tóxico e aí vai um ser humano desse e faz essa palhaçada por pura luxúria. A me poupe né”, pontuou uma seguidora.

Fonte: Gazeta Digital

Powered by WP Bannerize