Início Destaques Mauro recebe apoio de 140 prefeitos e diz que palanque pode ter...

Mauro recebe apoio de 140 prefeitos e diz que palanque pode ter 1,2,3 ou 4 candidatos ao Senado

17
0

Falando em tom de pré-candidato à reeleição, o governador Mauro Mendes (UB) recebeu no início da noite desta terça-feira (12.07), na sede do diretório estadual do União Brasil, o apoio de 140 prefeitos e aliados que cobrarm dele o anúncio de sua candidatura à reeleição. Prefeitos que não vieram ao encontro, mandaram cartas de apoio. O único a não comparecer ou mandar carta foi o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB).  Na oportunidade, Mauro afirmou que não tem restrição a nenhum tipo de entendimento para compor uma frente que possa vencer as eleições, e que não se importa com a quantidade de candidatos ao Senado no palanque da legenda.

Foi uma referência à eventual ausência do deputado federal e pré-candidato ao Senado, Neri Geller (PP) no seu palaque, conforme vinha sendo alinhavado. Neri  acertou na tarde de hoje (12)  com o próprio ex-presidente Luiz Inágio Lula da Silva o apoio do PT ào seu projeto de se eleger senador  como revelou em primeira mão o VGN. Instantes após receber pressão e apoio de prefeitos de todas as regiões do Estado, que o querem candidato à reeleição, ele declarou que “fico honrado, mas cada coisa no seu devido tempo”.

Sobre a proposta de palanque diversificado, com a presença dos pré-candidatos ao Senado – Natasha Slhessarenko e Wellington Fagundes, já que Neri Geller compôs com Lula, Mauro disse que o palanque “pode ser com um, com dois, pode ser com três, ou quatro” e que o cenário político é muito volátil, pode ter movimentações a todo momento.”Vamos aguardar, vamos ver o que o Neri vai falar”, ponderou.

Garantido e Caprichoso – Mendes, sempre com tom de que será candidato à reeleição, observou que Mato Grosso tem uma sociedade plural de pensamento e que o mato-grossense “não aceita ou permite essa coisa de duas bandeiras” . Assim, continuou ele, “não não tenho restrições a ninguém, desde qualquer intenção receba o aval do meu partido”.

Ele tambem declarou que o cidadão, conforme suas palavras, não torce para o vermelho, verde ou azul. “Não se trata de Caprichoso ou o Garantido”, comparou, lembrando dois rivais do boi-bumbá, no folclore amazonense. “Não tem que ter esse candidato ou aquele, nos acompanhando e eu mesmo não tenho esse tipo de restrição, mas repito: vamos aguardar o que o Neri diz”.

Fonte: Vgn Notícias