Início Cidades Operação fecha 2º garimpo ilegal neste ano em Poconé

Operação fecha 2º garimpo ilegal neste ano em Poconé

14
0

Operação Guardiões do Pantanal, deflagrada pela Delegacia Especializada de Meio Ambiente (Dema) em parceria com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), resulta no fechamento de garimpo ilegal em Poconé (104 km ao sul de Cuiabá).

No local, foi constatado a realização de desmatamento e a extração ilegal de ouro. Quatro funcionários que trabalhavam no momento da ação foram encaminhados para a delegacia. Este é o segundo garimpo ilegal fechado por forças de segurança este ano, na mesma cidade.

A operação foi motivada por denúncias realizadas junto à Dema. Ao todo, 12 agentes públicos, entre policiais civis e servidores da Sema e Politec, participaram da fiscalização. Perícias resultaram na localização de maquinários que eram utilizados para degradar o meio ambiente.

Dois motores estacionários e uma escavadeira hidráulica foram apreendidos e outros dois motores do tipo foram destruídos em razão da dificuldade de retirada de dentro da área de escavação.

De acordo com a Polícia Civil, o garimpo foi embargado e fechado pelas equipes responsáveis pela operação, já que não possuía licença para funcionamento.

Quando as equipes de segurança chegaram ao local, haviam 4 funcionários trabalhando no garimpo. Eles foram conduzidos à Delegacia de Poconé, onde assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por crime ambiental e foram liberados.

Conforme a Dema, as investigações seguem e o responsável pelo garimpo, bem como outros envolvidos identificados no ato criminal, responderão inquérito policial pela prática de diversos crimes ambientais.

Uma mineradora que funciona na mesma região também passou por fiscalização. Os responsáveis apresentaram licenças para funcionamento. Porém, foram recolhidos outros documentos, que passam por perícia.

Em 3 meses

Este é o segundo garimpo ilegal fechado pela Dema em Poconé este ano. Em março, após denúncias, um garimpo que funcionava de forma clandestina, sem qualquer tipo de licença, também foi interditado pela Delegacia Especializada. Na época, 3 homens foram presos e diversos maquinários e ferramentas foram apreendidos.

Dentre os crimes detectados estavam o de desmatamento irregular, lavra ou extração de recursos minerais sem a competente autorização, permissão, concessão ou licença.

Fonte: Gazeta Digital