Início Destaques “Emanuel coloca a vida das pessoas em risco a troco de politicagem”

“Emanuel coloca a vida das pessoas em risco a troco de politicagem”

11
0

A vereadora Michelly Alencar (União Brasil) acusou o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) de fazer politicagem e colocar em risco a vida da população que depende de atendimento nas unidades de saúde de Cuiabá.

 

Na semana passada, o Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindimed) veio a público denunciar escalas furadas de plantões nos postos e policlínicas da Capital, situação que já foi apontada e denunciada pela parlamentar há um ano.

 

“A saúde em Cuiabá tem sido o escracho da irresponsabilidade do prefeito Emanuel Pinheiro. Além de irresponsável e desumano, ele coloca em risco a vida das pessoas a troco da politicagem dele”, criticou.

 

“Enquanto ele queria a reeleição, usou claramente a pasta da Saúde e isso já foi apontado pelo Ministério Público Estadual, pela Justiça. Agora, próximo a mais uma eleição, novamente a gente vê esses casos se potencializando na Saúde. A gente percebe claramente como a gestão é irresponsável com a vida das pessoas”, afirmou.

 

Há um ano eu fiz as primeiras denúncias. Há um ano a gente chegava nos postinhos, nas policlínicas e perguntava quem estava de plantão, e ninguém sabia

Michelly relembrou que, em abril de 2021, fez uma fiscalização acompanhada de auditores do Ministério da Saúde, quando apontou a existência de supostos funcionários fantasmas na Unidade de Saúde da Família da Prefeitura de Cuiabá, nos bairros Jardim Colorado I e II.

 

Na ocasião, um médico e uma enfermeira que apareciam no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) como lotados na referida unidade não estavam trabalhando no local.

 

“Há um ano eu fiz as primeiras denúncias. Há um ano a gente chegava nos postinhos, nas policlínicas e perguntava quem estava de plantão, e ninguém sabia. Tinha que ter um pediatra e um clínico geral, e não tinha ninguém”, disse.

 

Ela ressaltou que a fiscalização chegou a ser usada em denúncia do MPE que resultou no afastamento de Emanuel e a que a situação de desamparo da população – que fica sem atendimento – se repete semanalmente.

 

“Esse fim de semana mesmo recebi muitas reclamações de pessoas que chegam nas unidades de saúde e não tem atendimento. Isso se repete em várias unidades de saúde e o que mais nos assusta é o fato do prefeito não tomar providências. Ele brinca com a Justiça, ele brinca com a saúde das pessoas”, criticou.

 

A parlamentar afirmou que a Prefeitura faz uma campanha de gestão humanizada, mas age de forma contrária, com as unidades de saúde sem medicação apesar de “compras vultuosas” serem feitas e sem plantonistas.

 

“O MPE e a Justiça já sabem das denúncias, já acionaram ele. O Sindimed há tempos tenta uma conversa para fazer as adequações, faz uma pressão, e já por não aguentar mais, realmente, se posicionaram publicamente, pedindo pelo amor de Deus porque não dá para continuar dessa forma”, afirmou.

 

Michelly ressaltou que se espanta com o silêncio do prefeito diante de todas as denúncias e disse que os parlamentares acabam se vendo de “mãos amarradas”.

 

“Já fizemos requerimento, fiscalizações, denúncias. Como vereadora me sinto em um beco sem saída porque todos os órgãos foram acionados, tudo que cabia a mim como parlamentar foi feito. E a gente tem um prefeito calado, que não toma atitude nenhuma e as pessoas seguem morrendo”, disse.

Fonte: Mídia News