Início Cidades Após acréscimo e baixa de taxas, ajuste final será de 0,04%

Após acréscimo e baixa de taxas, ajuste final será de 0,04%

14
0

A energia em Mato Grosso terá um reajuste final de 0,04% a partir de sábado (16). A taxa leva em consideração a aprovação para aumento da tarifa anual, concedida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e a bandeira verde, que passam a valer neste final de semana.

 

A Aneel aprovou o aumento em 20,36% para clientes residenciais e 22,55% na média de todas as categorias. Antes disso, contudo, o governo federal já havia anunciado a bandeira verde com desconto de 20% válidos a partir de sábado.

 

 

Com a aplicação conjunta dos dois efeitos, reajuste e bandeira verde, as tarifas residenciais serão praticamente mantidas, com variação de 0,04% no estado.

 

Para atenuar o reajuste neste ano, a Energisa antecipou a devolução do crédito de Pis e Cofins, em valores que somam um total de R$ 230 milhões a seus clientes, além de aderir ao empréstimo concedido às distribuidoras pelo governo federal e aprovado pela agência reguladora.

 

O reajuste anual da tarifa é definido pela agência reguladora, tendo como base o contrato com a concessionária. Do total do reajuste, a Energisa Mato Grosso responde por 5,24%, pelos investimentos e custos operacionais.

 

O restante, ou seja, os demais 17,31% decorrem de fatores como aumento dos encargos setoriais e custos extraordinários devido à crise hídrica, a pior dos últimos 91 anos e que obrigou o despacho de termelétricas responsáveis pela produção de uma energia mais cara.

 

Na quarta-feira (6), o governo federal anunciou o fim da bandeira de escassez hídrica no sábado e que gerava uma taxa extra de R$ 14,20 na conta a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

Fonte: Gazeta Digital