Início Destaques Mato-grossenses precisam se preocupar com doença que mata em tempo recorde

Mato-grossenses precisam se preocupar com doença que mata em tempo recorde

4
0

A Síndrome de Haff, mais conhecida como “urina preta”, tem feito vítimas em estados como Amazonas, na Bahia, no Ceará e no Pará.

Em Mato Grosso, população conhecida por consumir muito peixe, precisa ficar atenta para evitar que a doença entre no estado.

 

Só para se ter ideia, a Haff é tão perigosa que provoca dores musculares, falta de e insuficiência renal, entre duas a 24 horas após consumo de peixes ou crustáceos e, na maioria das vezes, provoca a morte.

 

No Pará, estado vizinho a Mato Grosso, há um surto da doença. Valdir Rufino dos Santos de 55 anos consumiu pacu e 1 hora depois sentiu dor muscular intensa, dores no peito, nuca, febre, câimbra nas pernas e dor de estômago. Ele precisou ser internado e luta pela vida – leia mais aqui

Informações: G1

Deixe uma resposta