Início Destaques PM acaba com aglomeração de 2 mil pessoas em jogo de futebol...

PM acaba com aglomeração de 2 mil pessoas em jogo de futebol e prende bandido

13
0

Um homem de 25 anos, que estava foragido da Justiça, foi preso durante batida da Polícia Militar (PM) em partida de futebol que acontecia no bairro Santa Isabel, em Cuiabá. Cerca de 2 mil pessoas se aglomeravam à margem do campo para assistir o jogo e mais de 80 carros fechavam as ruas.

De acordo com a ocorrência, o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) recebeu várias denúncias de que no local estaria acontecendo aglomeração e som alto.

Uma guarnição da PM se deslocou ao ponto denunciado, onde constatou a veracidade da denúncia e trabalhou para dispersar as pessoas, sendo necessário o uso de granada de efeito moral devido à quantidade de expectadores à margem do campo.

Os militares perceberam que um rapaz demonstrou estranho nervosismo com a proximidade dos policiais, que o questionaram sobre um carro, Honda Civic, que estava fechando uma das ruas.

O acusado, que estava com uma criança no colo, entregou para outra pessoa e tentou correr para fugir da polícia, mas foi perseguido e detido. Ele tentou resistir e os militares precisaram usar força física para imobilizar e algemar o rapaz.

Durante a prisão, o acusado tentou mentir sua identidade e deu o nome do irmão. Durante verificação no banco de dados da Justiça nada foi encontrado contra ele.

Os policiais descobriram que o bandido tinha mentido o nome. Então, questionaram sobre a identidade verdadeira e foi descoberto um mandado de prisão em aberto em desfavor dele.

Ele foi encaminhado à Central de Flagrantes, onde foi verificado que se trata de um presidiário com benefício de cumprir a pena em liberdade condicional com monitoramento por tornozeleira eletrônica.

No entanto, o mandado de prisão foi expedido pelo fato de o criminoso ter rompido o equipamento de monitoramento e, ainda, ter ‘desaparecido’ das audiências no fórum, as quais ele é obrigado a comparecer para manter o benefício.

A ocorrência foi registrada e entregue à Delegacia de Polícia Civil, onde o acusado foi ouvido pelo delegado de plantão e colocado à disposição da Justiça.

Imagem: Reprodução

Deixe uma resposta